Banner_Banco_Nordeste

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Cesta básica está mais barata nas capitais nordestinas

Está mais barato comprar alimentos no Nordeste. Em março, o custo do conjunto dos produtos essenciais (carne, pão, banana, tomate, leite, manteiga, feijão, arroz, farinha, batata, açúcar, café e óleo) apresentou queda de 2,4% na Região, que permanece com a cesta básica mais barata do país (R$ 350,06).

No acumulado dos últimos 12 meses, a redução é ainda maior (-4,6%). Os preços caíram em todas as capitais nordestinas pesquisadas. As maiores quedas ocorreram em Salvador (-7,6%), João Pessoa (-5,4%) e São Luis (-4,6). Os declínios nas outras capitais foram: Fortaleza (-3,1%), Recife (-3,0%), Aracaju (-2,9) e Natal (-2,7%). A pesquisa não foi realizada em Maceió e Teresina.

Em março, os alimentos que apresentaram variações negativas mais expressivas foram tomate (-20,1%) em Recife, feijão (-6,2%) em Salvador, e carne (-3,6%) em Fortaleza. Por outro lado, os produtos que apresentaram as maiores variações de preços foram: banana (+10,4%) em João Pessoa e carne (+2,6%) em Aracaju.

As informações compõem pesquisa do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), área do BNB que analisa dados do Dieese. Segundo os pesquisadores, a queda favorece sobretudo as famílias mais pobres, cujo peso dos alimentos é maior no orçamento doméstico. Na Região Nordeste, que detém os maiores índices de pobreza do país, este peso é ainda maior. (Do BNB)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo